sexta-feira, 29 de maio de 2009

COMO SE MEDE UMA...?

A FITA MÉTRICA DO AMOR.
"Como se mede uma pessoa? Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento. Ela é enorme pra você quando fala do que leu e viveu, quando trata você com carinho e respeito, quando olha nos olhos e sorri destravado. É pequena pra você quando só pensa em si mesmo, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade.
Uma pessoa é gigante pra você quando se interessa pela sua vida, quando busca alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto. É pequena quando desvia do assunto.
Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma. Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos chiclês.
Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas: será ela que mudou ou será que o amor é traiçoeiro nas suas medições? Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande. Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.
É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos. Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de ações e reações, de expectativas e frustrações. Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente, se torna mais uma. O egoísmo unifica os insignificantes.
Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande. É a sua sensibilidade sem tamanho. " Martha Medeiros

17 comentários:

  1. O Amor é um dos planos da vida que nos leva a ser melhores

    Quem ama, mais perto está de ser amado.

    Ame ... Sempre

    Bom FDS
    .

    ResponderExcluir
  2. Olá Valdemir, muito prazer, sou Isa Grou!

    Estou conhecendo o seu blog hoje, e gostei muito do que vi e li aqui.
    Com certeza voltarei mais vezes, pois já me tornei um de seus "seguidores".
    Se você puder ir conhecer o meu espaço, será muito bem vindo e ficarei muito feliz, viu!

    Parabéns pelo belo texto!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Belo texto realça bem a grande dimensão do amor.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Olá amigo q visita maravilhosa vc fez no meu espaço e fico feliz tb por vc ser meu conterraneo. Adorei o poema de Vinicius. Seu espaço e suas mensagens nos trasmite muita paz. Adorei sua mensagem e amigo estarei sempre por aqui ou pelo outro blog. Que Deus te ilumine .abraços e linda semana pra vc.

    ResponderExcluir
  5. MUITO lindo o texto. Parabéns pelo blog. Obrigada pela visita.
    até mais...
    Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  6. Olá, meu novo amigo

    obrigada pela visita no meu blog (espero que tenha visto os outros dois).

    Gostei muito daqui, vou linkar ao meu.

    Quanto ao texto, gosto muito das coisas que Martha escreve, já postei alguns no Evite Rugas.

    Concordo com ela,as pessoas não deveriam ser medidas pelo exterior e sim pelo que demonstram.

    bom domingo.

    P.S.: complicadinho postar comentarios aqui kkkkk
    estou tentando, espero que dê certo kkkk

    ResponderExcluir
  7. Parabéns por mais esta publicação que denota a sua sensibilidade e a sua visão de mundo. Há aí um profundo teor para reflexão, para medida das sensibilidades.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. ei, que maravilha, gente nova no pedaço!!!! adorei ter recebido sua visita. virei sempre ler vc. boa semana!!!

    ResponderExcluir
  9. Muito obrigada pelo sua visita, e pelo seu comentário...

    Gostei do que li aqui...

    Nesses tempos amizades são o que não falta, basta é saber quais são as verdadeiras e as falsas...

    Beijo*

    ResponderExcluir
  10. Tem um prêmio pra vc no meu blog,
    espero que aceite.
    beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi amigo. Lindo poema, mensagem. Fala do amor, perdão, companheirismo e afaetividade.
    Tem selo em curiosa.
    Postei sua mensagem do vinicius em Blog coletivo. Passe lá e passe a seguir este blog. também. Tem selo lá para v c.
    Bjs.
    Sandra

    ResponderExcluir
  12. Belíssima mensagem, Valdemir.
    Fico em paz a cada vez que aqui venho.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Navegando por ai achei seu blog. Surpresa boa. Vou segui-lo a partir de agora. Quando tiver um tempinho, vá visitar meu blog também, o Genizah.

    A paz!

    Danilo


    http://genizah-virtual.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. OLÁ VALDEMIR, BOA NOITE QUERIDO!!!
    LINDO TEXTO, ADOREI!
    FICO FELIZ QNDº VISITA O NOSSO ESPAÇO,
    ABÇS. DE LUZ,

    VANIA

    ResponderExcluir
  15. Mil caminhos
    Esta viagem sem velas nem vento
    Este barco na bolina das ondas
    Esta chuva miúda transborda sentimento

    Amarras prendem o gesto
    Arrocham um coração que bate incerto
    Uma gaivota retoca as penas com espuma
    Levanta voo em rumo concreto

    Partilha comigo “100 Anos de Ilusão”

    Abraço

    ResponderExcluir
  16. Belíssima escolha!!
    Parabéns!!!
    beijos.

    ResponderExcluir